08/06/2017

Caixinha da gratidão: uma criação simples que mudou a minha vida!

Essa caixinha guarda um tesouro: meus agradecimentos diários. 
Foi recomendação da minha Coach (@coacheneidajusten) e achei tão legal que decidi dividir com vocês. 

A ideia é a seguinte: 

todos os dias, anote em um pedaço de papel 2 coisas que te fizeram sentir gratidão (coisas simples mesmo, que às vezes a correria diária nos impede de perceber: um café gostoso, a companhia de uma amiga no almoço, o sucesso na dieta, o céu azul, o livro que você começou a ler, o fato de poder enxergar, falar, ouvir e sentir...). 

Ao fazer isso, você se sentirá profundamente bem e perceberá o quanto é abençoado(a). 
Gratidão gera felicidade e realização. E quanto mais você agradece, mais coisas boas acontecem. 
É um ciclo do bem infinito! ✨💫

Além disso, a caixinha tem outra função: tirar você da bad, amiga!
Naqueles dias que bater aquela tristezinha, te desafio a abrir a caixa e tirar aleatoriamente um papel. Aposto que você terá motivos de sobra para sorrir e esquecerá o que te deixou pra baixo em um instante. 
Eu deixo a minha na mesa do escritório, porque tenho contato frequente e não esqueço de completar os papéis. Escolha o melhor local para você. ;)

Ah, e também coloco a data em cada anotação, transformando isso tudo em uma espécie de diário. Maravilhoso! :D <3

Se você fizer, me marca lá no Instagram (@maisfitmenosfat).
Vou adorar conhecer e ver como ficou! 
Espero que a gente tenha muitas caixas do bem espalhadas por aí, porque isso só gera coisas boas.


06/06/2017

Final de semana em Gramado e Canela: Bar de Gelo, Café Colonial, Lago Negro e muito mais!

Mais uma viagem para a Serra Gaúcha concluída com sucesso! :D

Desta vez, Gramado e Canela nos receberam em um final de semana super especial.

Foram 3 dias incríveis que ficarão na história! Vivemos experiências muito diferentes por lá: nos aventuramos em um bar de gelo (AHAM!), curtimos um café colonial excepcional, vimos paisagens incríveis e nos hospedamos em um hotel acolhedor demais, daqueles que mais parecem casa de vó.

Mas vamos por partes... Vou detalhar em tópicos abaixo (como sempre), para deixar bem objetivo e facilitar a leitura. 

Hospedagem:

Ficamos em Canela, no Hotel Pequenino (que já mostra seu charme no nome, né?). 
O lugar é um encanto e merece destaque nesse post. Ótimo atendimento e localização, Wi-Fi de qualidade (porque isso pra mim é essencial, vocês sabem), limpeza impecável, chuveiro a gás, café da manhã completo (tinha tantas opções de bolo que passei vergonha com o Maurício kkk), e o melhor: com excelente custo benefício! O preço deles é bem diferenciado para a realidade da Serra Gaúcha. ;)

UPDATE: O Hotel Pequenino possui quartos adaptados para cadeirantes, no térreo. Fiquei sabendo hoje disso e achei importantíssimo contar aqui.
Olha essa fachada! Quero uma casinha assim. <3

Cafezinho passado na hora <3

UM DOS bolos do café da manhã. No domingo tinha até torta de morango! :O
Meu mamão de todas as manhãs? Tinha também! :P



Contato direto do hotel, para mais informações: 
Página no Facebook (clique para ver mais fotos)
Fone: (54) 3282-2719
WhatsApp: (54) 9 8407-0869


Lugares que você precisa conhecer:

Lago Negro: 

Dica clichê necessária! Ai ai, que lugar mais lindo (e romântico, e poético, e verdinho)! <3
Quem ama curtir um solzinho ao ar livre não pode deixar de visitar.
Chegamos lá sábado de manhã, curtimos uma caminhada ao redor do lago e depois almoçamos por ali mesmo, num lugar igualmente especial (próximo tópico).

Alemanha Encantada:

Almoçamos no Restaurante Alemanha Encantada, que tem uma vista panorâmica de encher os olhos e um atendimento maravilhoso. Sentamos na área externa, de frente para o Lago Negro e não vimos o tempo passar! 
Foram mais ou menos de 3h de uma experiência e tanto na companhia um do outro (tão bom, né? <3). 
Tomamos 2 chopes artesanais de 500ml, pedimos os pratos (muito saborosos, diga-se de passagem) e ficamos por ali curtindo parte da tarde de sábado.
Fonte da imagem: Mapa do Mundo.







Gramado Café Colonial:

Pensem numa variedade de comidas gostosas; agora, multipliquem.
É assim o Gramado Café Colonial.
Eles não paravam de trazer novidades para a mesa (de pão de queijo até tortas e bolos!). 
Saímos muito satisfeitos e impressionados com a qualidade e sabor. 
Aliás, tô escrevendo aqui e deu água na boca. 
Essa é só uma parte da mesa, tá gente? O restante não coube na foto. Sério, surreal!



Casa da Velha Bruxa:

Agora, a melhor dica de chocolate quente: Casa da Velha Bruxa. É um clássico em Gramado, né? Sempre tem filas, mas vale a espera.
Pedimos esse chocolate quente cremoso com creme de marshmallows para dividir entre 2 e foi de bom tamanho. 
Delícia sem fim!

Ice Bar Mundo Gelado:

Obaaaa, chegou a hora de falar sobre uma das coisas mais loucas que já vivi: tomar bons drinques em um bar de geloooo! Consegue imaginar isso? -25ºC (MENOS vinte e cinco graus) e altos drinques? 

Se você curte aventura, essa é uma das coisas que você precisa fazer ao menos uma vez na vida! 
É surreal, é enlouquecedor, é demais! 
Fomos sábado à noite e ficamos lá dentro por volta de 20 minutos (super resistimos à baixa temperatura), tiramos muitas fotos, aprendemos que frio não é psicológico, trememos um pouco (mentira, foi muito!) e rimos alto. kkk

O atendimento e cuidado deles é incrível.
Na chegada, disponibilizam os casacões e luvas (indispensáveis, acredite) e na saída servem um chocolate quente para aquecer. Demais, demais!

Acompanhem a Página no Facebook para entender bem a proposta do lugar: https://www.facebook.com/icebarmundogelado/ 

UPDATE 2: O Ice Bar também é acessível para cadeirantes. Ou seja, todo mundo pode participar dessa experiência incrível!






Foi um find e tanto, que pretendo repetir em outro momento.
Se você tem mais dicas sobre a Serra Gaúcha, não deixe de compartilhar comigo. ;) Vou adorar saber.

22/05/2017

O que fazer em São Francisco de Paula: relato de um final de semana incrível!

São Francisco de Paula foi o destino escolhido para curtir o último final de semana. O clima de outono pede, né? 


Ficamos dois dias na cidade e amamos tanto que decidi reunir as melhores dicas sobre nossas experiências aqui no blog. 
Assim, as informações ficam centralizadas e poderei ajudar também leitores novos. 
Vamos lá? :)

Hospedagem: 

Existem muitas opções legais em São Chico, de cabanas a pousadas e hotéis. Procurei no Booking e gostei das Cabanas Parque Suíço já nas primeiras fotos. 
Fiz a reserva por lá mesmo e em seguida a Cecilia (proprietária) ligou confirmando e nos desejando boa estadia. 
Adorei isso! Quem é turista gosta de se sentir acolhido, né? É um detalhe simples que faz toda diferença! 

Sobre a acomodação: Escolhemos a cabana quádrupla (essa pequena à esquerda na foto):

As instalações são confortáveis (cama gostosa, banheiro espaçoso), limpeza super em dia e uma arquitetura linda! 

À mesa, uma chaleira elétrica, café solúvel, sachês de chá, xícaras e uma cesta de frutas. Eles não servem café da manhã, mas tem um frigobar no quarto caso você deseje armazenar algo para emergências. 
Eu levei de casa pó de café, filtros e um passador, porque não abrimos mão do nosso cafezinho para começar o dia. 



Sobre a localização: achamos ótima. Um silêncio absoluto! Dormimos com o barulhinho do vento e acordamos com o som dos pássaros. 

Acesso: Se você for de carro, perfeito! É fácil de chegar, a estrada de chão (apenas 800m) é tranquila e as Cabanas ficam a poucos minutos do centro. Nós gostamos de caminhar e apreciar a paisagem, então botamos as perninhas pra trabalhar e não nos arrependemos. 
Para jantar e ir a lugares mais distantes, chamamos Taxi. 

Únicos pontos negativos: sinal de Wi-Fi fraco na cabana (me explicaram que é devido ao isolamento térmico da construção) e chuveiro que poderia esquentar um pouco mais, levando em conta que o inverno aqui no Sul não pega leve. 
Mas são apenas detalhes que com certeza eles podem melhorar. 

Valor da diária em maio: R$200,00. 
As cabanas em um dia cinza (e igualmente lindo!)


Restaurantes e lugares legais que você precisa conhecer:
 

Bistrô Capitão Chaves: 

fica ao lado da Livraria Miragem. Esse lugar é um encanto! 
Almoçamos na área externa com folhas de plátano aos nossos pés. Lindo demais! 


Eles servem pratos vegetarianos bem especiais, cervejas artesanais e se preocupam muito em oferecer alimentos de qualidade e orgânicos. 
O atendimento do Pedro (proprietário) superou as expectativas. Um senhor simpático, que dividiu conosco dicas sobre a cidade e um pouco da sua história. Muito agradável! 

Depois do almoço, usamos a porta lateral e entramos na Livraria Miragem (próximo tópico). 

Valor: O almoço (batata rosti quatro queijos) + salada + cerveja artesanal + cafés + brownie com sorvete custou menos de R$100,00 para duas pessoas. Justo! 

Livraria Miragem: 

Ir a São Chico e não entrar na Livraria Miragem é o mesmo que não ir a São Chico. :P
O lugar é um show à parte, um encanto. Viajamos olhando os livros e nos perdemos admirando os detalhes de cada andar. As fotos ficam incríveis lá dentro e cada cantinho guarda uma história especial. Super inspirador! Só visitando para saber... 
Aqui, a visitação é gratuita. 




Castelli: 

Que ambiente sensacional! Intimista, acolhedor, agradável aos olhos e ao paladar.

Pedimos filé à Parmeggiana na janta de sábado e saímos muito satisfeitos.
Dica: a salada de folhas verdes com provolone empanado é uma ótima pedida para acompanhar. Deliciosa! Eles também têm uma carta de vinhos especial e uma adega nos fundos.
Não posso deixar de elogiar o atendimento, que realmente é diferenciado.
Fomos muito bem assistidos pelos garçons e pela recepcionista na saída. Uma cordialidade só! Palmas!

Valor: R$ 150,00 para duas pessoas (filé à Parmeggiana + arroz + fritas + águas + chás ao final). Super justo também, pelo conceito do local.

Trattoria Pasta Nostra: 

Esse é mais um lugar especial para visitar em São Chico. Vi muitas avaliações no Trip Advisor (algumas muito positivas, outras negativas), e resolvi visitar para tirar minhas próprias conclusões. Não me arrependo! É uma casinha simples, mas muito acolhedora!

Sentamos em uma das salas com lareira e pedimos filé à Parmeggiana (sim, de novo! haha) e fettuccine à moda da casa.
Quando os pratos chegaram na mesa, meu espanto: eram gigantes! Segundo eles, servem 2 pessoas, mas nós comemos apenas metade e pedimos para embrulhar pra viagem (sou dessas).



Achei o preço bem justo para o contexto.
A conta fechou em 135,00 e incluiu: entrada (esses pasteis maravilhosos acima), os pratos citados, uma garrafa de vinho colonial e água.

Lago São Bernardo:

Essa dica é clássica, né? O lago é parada obrigatória em São Chico. Curtimos caminhando por toda extensão. Fotografamos, apreciamos o silêncio e nos encantamos com os detalhes.
Lá, você encontra patinhos, bancos para sentar e apreciar o visual, plátanos coloridos e uma energia maravilhosa!



Galeteria Casa da Dinda: 

Gente, esse é o único lugar que não recomendo, mesmo!
Comida bem mais ou menos e preço altíssimo pela qualidade do que é servido.
A conta fechou em R$165,00.
Não me importo de pagar por experiências, mas tem que valer a pena, né? Além disso, nada de excepcional no atendimento e ambiente. :(

Café São Bernardo: 

Eu estava simplesmente ansiosíssima para conhecer esse café! Estava há dias babando no Instagram deles e já sabia até o que ia pedir.
E aí, o balde de água fria: esperamos até às 14:30h e o local não abriu (nas redes consta que abre às 14h em domingos). Tentamos ligar 2 vezes e em ambas eles desligaram a chamada.
Não consegui contato e saí frustrada com desejo de torta Oreo. :-/
___

Nota geral para nossa viagem: 10! :D
São Francisco de Paula ocupou um lugarzinho especial no meu coração.
Pegamos um dia ensolarado e outro chuvoso e cinza e posso garantir: São Chico é linda de todas as formas.
A cidade é tranquila, silenciosa e inspiradora: tudo que eu precisava para recarregar a bateria. Voltaremos, com certeza!


Se gostou do relato, não deixe de curtir o post. Isso é mais importante do que você imagina! ;)

Me acompanhe também nas redes sociais, onde compartilho tudo em tempo real: 

19/03/2017

Como superar a vergonha de frequentar academia.

Você tem vergonha de iniciar os treinos em uma academia?
Se sente desconfortável no ambiente?
Se sente insegura(o) em relação ao corpo, roupas de treino e até na execução dos exercícios?

Então esse vídeo abaixo (feito por mim com muito carinho), pode te ajudar!

Nele, compartilhei minhas experiências (porque eu também já tive vergonha um dia) e dei dicas que me ajudaram a superar isso e me tornaram uma adepta total ao ambiente.

Não deixe de assistir e se inscrever no canal para receber todos os conteúdos:

15/03/2017

Como preparar o melhor ovo mexido do mundo!

Eu não curtia comer ovo no café da manhã (até pedi para o nutri @cristianokalata adaptar a dieta em função disso), mas agora imploro:
desce duas dúzias nessa refeição porque eu aprendi a fazer o melhorrrr ovo mexido!

Sabe aqueles ovinhos mexidos típicos de café da manhã de hotel? Faço melhor! hehe

O passo a passo é o seguinte:
- coloque um pouco de manteiga na frigideira espere derreter;
- adicione uma pitada de sal + os ovos (uso 2) e misture, misture, misture muito até que ele fique QUASE pronto.
(Vai parecer que está cru, mas confie em mim e desligue o fogo).

Depois de desligar, continue mexendo por um tempo que ele vai chegar no ponto certo.

Pra completar, uso um pouco de queijo ralado antes de desligar o fogo. E por cima, às vezes uso orégano ou temperinho verde. Delícia demais!

Eu amei porque não fica cheiro de ovo pela casa (mesmo com a gema) e a textura fica ultra cremosa, assim:


Façam e comprovem! :D