12/08/16

Tudo sobre Morro de São Paulo (Extra: Salvador, Ilha dos Frades e Itaparica).

Oi geeente! :B
Como prometido no Snapchat (taistrapp), vou falar nesse post sobre SalvadorMorro de São Paulo, viagem que fiz na última semana. Quero compartilhar TUDO, desde lugares para visitar até dicas de como chegar nesse paraíso.
Separei abaixo tudo por categorias, para facilitar a leitura e deixar mais objetivo, porque tem MUITO conteúdo!
Sem mais delongas (até porque o post em si é extenso), vamos ao que interessa:

Nossa viagem durou 8 dias e começou em Salvador. Achamos necessário passar 2 dias por lá para conhecer os pontos turísticos "obrigatórios". Nos hospedamos no Farol da Barra, que fica a mais ou menos 7km do centro de Salvador. A zona lá é ótima: bem tranquilo de dia e à noite e razoavelmente próximo do que precisávamos. Fizemos sempre o caminho até Salvador de táxi e Uber e as corridas custaram no máximo 20 reais. 
A pousada que ficamos deixou a desejar, então não vou indicá-la... Instalações precárias e muito mal localizada. Nosso quarto era de frente para a rua onde passam ônibus a TODO momento. Impossível dormir a partir das 5:00 da manhã. :/

Pontos turísticos de Salvador:

Em questão de poucas horas visitamos: Mercado Modelo, Elevador Lacerda e Pelourinho.
O Mercado Modelo é o maior shopping de artesanato do Brasil, um local histórico que teve início em 1912. Damos uma volta rápida e não compramos nada, porque fui a essa viagem com o intuito de acumular experiências, então não tive interesse em voltar com souvenirs etc... Acho que vale a visita em função da proximidade de outros pontos.
Mercado Modelo.

Em seguida, fomos até o Elevador Lacerda. Ao chegar, você paga 15 centavos (kkk) e passa a catraca para subir. A vista de lá é linda!
Elevador Lacerda

Saindo do Elevador, nos direcionamos ao Pelourinho, e aqui valem algumas considerações:
Me falaram muito que é extremamente perigoso, violento, etc... O que eu tenho para dividir com vocês é: é como em qualquer centro movimentado do Brasil (infelizmente, você precisa se cuidar). Não me senti ameaçada em questão de segurança em momento algum, maaaas, me mantive alerta. Não levei bolsa e evitei utilizar celular e câmera. Quando o fiz, foi de forma discreta (GoPro salva nessas horas - é portátil e discreta). Andamos durante 40 minutos por ali e presenciamos policiamento em diversas esquinas.
O mais chato, na minha opinião, é a abordagem dos vendedores ambulantes. Eles são extremamente invasivos e, antes que você perceba, já lhe colocaram fitinhas no braço argumentando que são "presentes da Bahia". Em seguida, em meio a conversas baratas, lhe cobram por isso, deixando uma sensação desagradável ao turista. Fiquei super sem jeito e levei uma pulseira. 
Mas no fim, foi ótimo porque quando os demais ambulantes nos abordaram, eu mostrava o braço sinalizando que já tinha a lembrança. Eles não insistiam e me davam a oportunidade de seguir mais tranquila.

Em resumo: vale a visita em função de toda a história por trás. Se eu pudesse voltar no tempo, contrataria um guia para saber o que há por trás das construções, etc. Acho interessantíssimo visitar um ponto assim cheio de história! Então, fica a dica: busquem um guia.
Pelourinho

___________

Para fechar o dia, fomos do Pelourinho até a Igreja Senhor do Bonfim de táxi. 
Fizemos algumas fotos típicas de turista :P e resolvemos ir caminhando até a Sorveteria da Ribeira, que fica a 2,5 km dali. Não sabíamos que era tão longe e suamos o bigode caminhando! kkk 
No fim, foi a melhor escolha porque andamos pela orla e presenciamos um pôr do sol incrível! Presentes que o acaso nos dá... :)


Caminho até a Sorveteria da Ribeira,



A Sorveteria da Ribeira foi fundada em 1931 e serve mais de 60 sabores de sorvete. Sem dúvidas, foi o melhor que comi na vida! O sabor é muito fiel à fruta, e ele realmente é feito de forma artesanal. Então, anotem mais essa dica e não deixem de conhecer! Site: www.sorveteriadaribeira.com.br ;)
Escolhi os sabores manga e tapioca. Ambos sensacionais!

                                                                          ___________

Ilha dos Frades e Ilha de Itaparica (paraísos que você precisa conhecer!):


Agora, vamos ao segundo dia em Salvador...
Contratamos um passeio de tour às ilhas (Ilha dos Frades e Itaparica). Saímos do Centro Náutico (bem ao lado do Mercado Modelo) de escuna às 9:00h e retornamos no fim do dia, às 17:30h. Valor: R$50,00.

A Ilha dos Frades é um dos lugares mais lindos que já vi! Uma beleza que encanta e dá sentido à vida. Me senti no paraíso. Alma renovada e leve. 
Quando estiverem na Ilha, subam a escadaria e visitem a Igreja Nossa Senhora de Guadalupe, porque a construção é linda e a vista de lá é sensacional!
A taxa de turismo para entrar na ilha é de R$6,00 e você paga na chegada.
Ilha dos Frades

Ilha dos Frades
Igreja Nossa Senhora de Guadalupe

Ficamos durante 2h ali e depois seguimos para almoço na Ilha de Itaparica (outro paraíso natural!). Almoçamos de frente para o mar (almoço cobrado a parte: R$39,00 por pessoa), tomamos uma caipirinha de cajá e ficamos um tempo curtindo a vista.
Vista do almoço no Restaurante Manguezal.

Restaurante Manguezal

Em seguida, fizemos um passeio de ônibus com duração média de 1h para conhecer a história da Ilha (também cobrado a parte: R$15,00 por pessoa). Andamos pela cidade e passamos em frente à casas históricas, sempre com explicação e orientações do guia.
Visitamos também a famosa Fonte da Juventude, construída em 1842 e que conta com 3 torneiras: uma simbolizando o amor, outra a saúde e outra a riqueza. :)




Uma das melhores dicas que eu posso dar é: visitem as Ilhas, seja através de um passeio particular ou em grupo. O importante é chegar lá! :)
Queria muito ter visitado também a Praia do Forte, mas não deu tempo. :/ Então, caso você esteja pensando em ir, recomendo 3 dias em Salvador.

___________

Agora, darei início ao resumo da melhor parte da viagem:  MORRO DE SÃO PAULO.
Me declaro completamente apaixonada pelo local e vou explicar por que.

Motivos para amar Morro de São Paulo:

- Povo hospitaleiro, prestativo, ágil, caprichoso e completamente preparado para receber e atender o turista;
- Comida saborosíssima e pratos muuuito bem servidos (generosos mesmo), com valores justos;
- Em Morro de SP, não existe qualquer tipo de violência! Celulares e câmera na mão o tempo inteiro, bolsa em cima da mesa...
- É um destino frequentado por todos os públicos, de família com crianças e cachorros até casais jovens;
- É uma mini cidade, com um centrinho que tem desde restaurantes até caixas eletrônicos (Bradesco e Banco do Brasil), farmácias, mercados, tabacaria... Eu imaginava um fim de mundo, sem cobertura de celular, etc. Fui surpreendida por uma estrutura impecável e cobertura 3G quase melhor que aqui em São Leopoldo! hahahaha
- Não circulam carros por ali. Segurança em todos os sentidos;
- Arquitetura lindíssima;
- Se os motivos acima não foram o suficiente, esse último será: tem muito Pokémon pra capturar e diversos Pokestops! :P

Beleza em cada fachada... Arquitetura lindísima!

Ficamos 5 dias lá e não temos realmente nenhum ponto negativo para falar.  
O local parece um sonho! Extremamente seguro, limpo e encantador!

Como chegar:

Fomos de Catamarã. Ele saiu do Terminal Náutico (ao lado do Mercado Modelo) às 9:00h. A passagem custou 94,00 e foram aproximadamente 2h em alto mar. Aqui, tem todos os horários em alta e baixa temporada: http://www.morrodesaopaulobrasil.com.br/catamara.
Minha experência: foi tenso! As pessoas enjoam MUITO, porque são mais de 2 horas balançando, sentindo frio na barriga. Eu, que não tenho problemas com isso quase passei mal (fiquei bem tonta). Sem contar que não é nada agradável ver/ouvir os outros vomitando em um local abafado. Haja Dramin! :P
O Maurício ficou do lado de fora do Catamarã, mas tomou um banho! A água do mar é violenta que chega a entrar pelas portas. 
Então, basicamente você tem duas opções: se molhar com a água do mar no lado de fora; ou ficar abafado dentro do Catamarã, com enjôo. :/
Considerem os outros meios de transporte (semi terrestre, que leva 4h mas garante conforto - voltamos com esse, vou detalhar logo mais) ou táxi aéreo (que chega em 20 minutos em Morro de São Paulo, mas custa 435,00 por pessoa).

A chegada à Ilha:

- Para entrar na Ilha, é cobrada uma taxa de 10,00 (apenas uma vez, na sua chegada);
- Suas malas são levadas pelos "táxis" (carrinhos de mão como este abaixo). É cobrado cerca de 10,00 por mala, dependendo do tamanho e os "taxistas" estão sempre ali pelo Pier, onde você desembarca.


Hospedagem:

Contratamos tudo pelo Booking (tanto em Salvador quanto em Morro) e ficamos na Pousada Camburi, na Segunda Praia. Recomendo muito! (pousadacamburimsp.com.br/novosite/). 
Cama confortável, chuveiro excelente, limpeza feita diariamente, atendimento cordial e simpático, wi-fi de qualidade (isso conta muito, né?).
O café da manhã é completo e variado e pode ser adaptado. Depois do terceiro dia de estadia, pedi ovos mexidos. Em conversa posterior, me informaram que também podem providenciar coisas específicas (geléia, pão integral...).
Valor da diária: 140,00.

O que levar:

Uma das melhores dicas que posso dar é: seja seletivo com as roupas e leve estritamente o necessário. Quanto menos, melhor. Eu não usei metade das roupas que estavam na mala e passei os 5 dias vestindo basicamente: boné, óculos de sol, biquíni, canga e havaianas. (Ê vidão!) :D
Indispensável:
- filtro solar;
- boné/chapéu;
- chinelo;
- câmera fotográfica (vc vai ficar em êxtase com tanta beleza!);
- roupas leves;
- uma calça e um casaco (na baixa temporada às vezes a temperatura cai um pouco à noite).

Em qual praia ficar?

As praias de Morro de São Paulo são chamadas por ordem numérica: Primeira Praia, Segunda Praia, Terceira Praia, Quarta Praia e a Praia do Encanto, também chamada de Quinta Praia. Todas elas tem uma característica, história e trajetória diferentes. Aqui, tudo sobre cada uma: www.morrodesaopaulobahiabrasil.com/sobre-morro-de-sao-paulo/praias.htm 

A Praia que mais gostamos foi a Segunda (onde nos hospedamos). Tem diversas opções de restaurante e lazer, além de ficar mais próxima das outras (primeira e terceira). 
Fomos também até a Quinta Praia, e é bastante deserto, tornando um pouco inviável a movimentação até o centro, especialmente quando a maré sobe. A Quarta Praia é conhecida pelos resorts lindíssimos, então essa é mais uma opção caso você queira sossego com estrututa.
A primeira, segunda e terceira praia podem ser feitas em questão de minutos de caminhada. A proximidade entre elas é enorme! 
Normalmente ficávamos na Segunda Praia e almoçávamos na terceira, para depois retornar. Você faz esse caminho em 10 minutos, no máximo. Então, pode pesquisar hospedagem e tudo mais tanto na primeira, quanto na segunda e terceira, que você estará bem amparado. ;)

Melhor época para visitar:

Segundo o próprio pessoal do hotel, as melhores épocas são agosto, setembro e outubro. Na alta temporada há muito movimento, dificultando os prazeres básicos como encontrar um bom espaço na areia. Além disso, os valores de tudo sobem drasticamente!

O que fazer em Morro de São Paulo:

- Não deixe de fazer o passeio de volta à ilha. Eles fazem paradas estratégicas para banho nas piscinas naturais, onde é possível ver os peixinhos. Custa em torno de 55 reais e a volta é feita de lancha, com saída às 10:00h e retorno às 17:30h (máximo 10 pessoas por lancha). 
A parada para almoço acontece em uma das praias mais lindas do Nordeste (Praia da Cueira). Lá, o almoço é cobrado a parte e vocês encontram algumas opções (de pratos típicos elaborados até lanches como pastel e acarajé). 
Nós escolhemos camarão ao molho de abacaxi e estava sensacional! 
Valor do prato para duas pessoas: 100,00 (bem mais caro do que em Morro de SP, onde o preço gira em torno de 70,00).
Praia da Cueira
Pausa para nadar com os peixinhos em uma das piscinas naturais inclusas do passeio.
- Por do Sol na Toca do Morcego: Não deixe de ir! Lá, é possível ter uma vista panorâmica do pôr do sol e curtir a música ambiente enquanto você aproveita o bar e os petiscos.
Sentamos em uma mesinha bem próxima e tivemos vista privilegiada. Quando o sol se põe, a galera aplaude o astro rei. É emocionante!
Pagamos cerca de 10,00 pela entrada + consumação. ;)

- Por do sol no Portaló: O Portaló é um bar/restaurante próximo à Toca do Morcego que também reúne a galera no por do sol. É lindo de ver o sol se pondo e refletindo na água e nos barcos ali no cais. Diferente da Toca do Morcego, eles não cobram entrada, apenas consumação. O Maurício curtiu mais o Portaló em função da proximidade do mar. 
Explicando... a Toca do Morcego fica em um local mais alto, enquanto o Portaló fica mais próximo do mar. ;) Para não ter erro e tirar suas próprias conclusões, vá nos dois locais. hehe

- Aluguel de bikes: No terceiro dia, estávamos com vontade de aventura e alugamos 2 bikes para visitar todas as praias. Fomos da terceira até a quinta (Praia do Encanto) e finalizamos o passeio com uma água de coco na beira da praia. Delícia sem fim!
Valor: R$30,00 por pessoa para o dia inteiro.

- Aluguel de caiaque para as piscinas naturais: na terceira praia, alugamos um caiaque em uma tarde de sol e fomos remando até uma ilhota com piscinas naturais. Lá, novamente nadamos com peixinhos. A vista é privilegiada e você pode ver Morro de São Paulo de outro ângulo. O caiaque tinha transparência no fundo, então você rema e ainda contempla o fundo do mar, porque a água é cristalina!
Valor: R$ 30,00 pelo passeio de 2h.


Fiquei em débito com algumas coisas por lá, como a descida na tirolesa (que é a maior do Brasil dentro d'água) e o banho de argila na Praia da Gamboa (é um passeio que custa apenas 25 reais e a argila é terapêutica). 
Também não conseguimos fazer mergulho com cilindro, porque a época não é das melhores em baixa temporada, mas gostaria muito de ter tido a oportunidade.

Então, se tiverem tempo, façam essas 3 coisas! ;)

E quanto aos passeios, não se preocupem, porque eles abordam os turistas o tempo inteiro e não faltam opções para conhecer cada canto da ilha.

Restaurantes/pratos deliciosos:

Visitamos vários, e vou listar abaixo os que mais curtimos:
- Restaurante Bella Vida: servem uma moqueca de camarão sensacional para duas pessoas por apenas R$55,00 (estava em promoção na baixa temporada). Fica na Terceira Praia, em ótima localização.
- Village Paraíso Tropical: é um hotel que também dispõe de restaurante. Almoçamos lá duas vezes, e nas duas ocasiões a comida estava perfeita. Na primeira vez, almoçamos de frente para o mar e pedimos bobó de camarão (custou algo em torno de 70,00). Na segunda vez, entramos e almoçamos na beira da piscina do hotel. Pedimos filé a parmegiana com fritas e esse foi o melhor que eu já comi na vida! Eles disseram que serve 2 pessoas, mas claramente 3 pessoas comem aquela quantidade toda. Enorme e saboroso demaissss! Uma pena não ter fotografado o prato... :/
Depois do almoço, curtimos um descanso na rede antes de voltar para a praia. 
Village Paraíso Tropical

- Tapioca da Anne: não posso deixar de mencionar a Anne, tradicional por lá. Ela está sempre à noite na Segunda Praia e serve uma tapioca ultra recheada com diversos sabores, onde você pode selecionar três. Comemos tapioca doce e salgada e ambas estavam maravilhosas! Custa 10,00.

Maré alta e baixa:

Aqui, é possível consultar a tábua de maré, para saber como vai estar o mar em determinado dia de estadia: http://www.morrodesaopaulo.net/mares/mare.php


Como voltar de Morro de São Paulo:

As opções são as mesmas que citei anteriormente no tópico "Como chegar".
Nós voltamos de semi terrestre, saindo de lá às 5:30h. Contratamos particular em função do horário de voo. Havia a opção de retorno em grupo às 6:30h (110 reais), mas não chegaríamos a tempo no aeroporto.
Contratamos com a Valdirene (Val), guia da Agência Mateus Turismo, que nos atendeu com uma qualidade e pontualidade dignas de indicação aqui. Além disso, foi a que teve melhor preço (400 reais o casal, incluindo transfer até o aeroporto). 
Contato da Val, caso vocês precisem em algum momento:
(75) 99982-9984 | (75) 99229-3712

Contratem o retorno (independente do meio de transporte) com ela. :)

A logística foi mais ou menos assim:
- às 5:00h da manhã o táxi das malas (carrinho de mão) nos encontrou na frente do hotel e levou nossas malas;
- fomos até o Píer, onde encontramos a Val;
- pegamos uma lancha (foto abaixo) até Valença (cidade vizinha);
- de Valença, fomos de van (contratada pela própria Val) até Itaparica;
- de Itaparica, pegamos um barco até Salvador, ao lado do Mercado Modelo;
- lá, já tinha um táxi esperando na entrada com meu nome, que nos levou até o aeroporto.

Acreditem em mim: é mil vezes melhor ir de semi terrestre do que de Catamarã, apesar de levar o dobro do tempo. Parece torturante ler o caminho todo e ver que usamos esses meios de transporte, mas tudo fluiu tão naturalmente e bem que nem sentimos o trajeto. 
Mais um motivo: a volta é ainda é pior de catamarã, porque ele vai contra as ondas, então balança bemmm mais. Chegaríamos no aeroporto ensopados!

Lancha saindo de Morro de São Paulo

Dentro do barco que pegamos de Itaparica para Salvador.

Dicas extras/considerações finais:

- Site kayak: esse site (https://www.kayak.com.br/) é a melhor invenção do mundo! Indiquei ele no Snap e foi recorde de prints. 
Funciona assim: você seleciona "Explorar" e ele lista os detinos mais baratos do mundo em passagens áereas em determinada época do ano. É uma busca inteligente e útil para quem ama viajar e criar roteiros diferentes. Nós escolhemos a Bahia através dele, porque conseguimos as passagens por 673 reais. :D
- Booking: foi a primeira vez que usei e com certeza vou usar todas as vezes. É seguro, prático e as avaliações são bem fiéis. :D

- Viaje mais! Viajar ensina, inspira, engrandece. Nós já estamos pesquisando o próximo destino, porque nada no mundo pode ser melhor que viajar!

Finalizando...

Os baianos são extremamente responsáveis, e se eles falam que estarão esperando por você às 5 da madrugada, eles ESTARÃO esperando por você, simples assim. Em conversa com alguns, mencionamos esses detalhes e ouvimos o seguinte: "Nós vivemos do turismo, vivemos porque vocês vem até aqui. Então, precisamos dar o nosso melhor para que vocês retornem e nos indiquem." 
Bingo! O que eu estou fazendo agora, no blog? Indicando Morro de São Paulo para todo mundo.
Aula de hospitalidade e gentileza!

Se eu fosse você, ficaria 7 dias em Morro de São Paulo, para poder curtir tudo que indiquei acima e ainda passar um tempo relaxando na beira da praia, sem compromisso algum. Considere isso quando for fechar algum pacote. ;)


Ôxi, obrigada Bahia pela hospitalidade e energia sem igual. Amo você! <3
Até um dia, Morro de São Paulo. <3

Agora eu entendo porque Morro de São Paulo foi carinhosamente apelidada pelos visitantes como "Morro da Saudade"... Ê, Bahia... <3


Confira todas as fotos da viagem em: @maisfitmenosfat no Instagram.

Dúvidas? Não deixe de interagir através dos comentários. ;)

Gostou do post? Ele foi útil para você? Então indique aos amigos, curta, compartilhe e me deixe feliz. :P

Beijos e até a próxima.

25/04/16

Dieta e julgamentos alheios

Segunda feira. A Maria decide começar uma dieta, se entusiasma, fica motivada. Aí vai almoçar com os colegas e vira motivo de julgamento na mesa, porque é "neurótica", "não vive", "não sabe o que é bom".
Então, se incomoda com isso, acha chata essa exposição, mas segue o plano. Na outra semana, decide que vai pegar sobremesa, afinal, 1: é dona do próprio nariz e 2: aprendeu que o que mais tem importância é o equilíbrio.
Essa ação simples desencadeia novos julgamentos, porque: "ué, Maria, você não estava de dieta?", "sabia que não ia durar" e outros tantos comentários infelizes.
Se você leu isso e se identificou, aprenda que:
Ser um colega assim é chato demais!
O que não tem valor para você, pode ter uma importância muito grande para quem está do outro lado.
Cada um sabe o que faz bem para si, e na real essa é a graça da vida: somos diferentes, pensamos diferente, agimos diferente e, obviamente, vivemos realidades DIFERENTES! 😉
E Maria, eu sei que é difícil, porque já fui você em muitas situações. Mas pare de se importar com isso! Criticar é uma forma (bem tosca!) que eles encontraram para se sentir superiores. Mas lá no fundo, não aguentariam seguir o mesmo caminho que você.

A historinha acima foi sobre dietas, mas isso claramente pode ser aplicado em qualquer situação da vida. Que possamos sempre motivar ao invés de julgar, respeitar ao invés de criticar e, acima de tudo, viver a NOSSA vida (e não a dos outros) de acordo com nossas preferências e necessidades.
Boa semana, pra Maria e para o(s) coleguinha(s) dela.
Mais amor, por favor! ❤
E Maria, faça boas escolhas hoje!

18/03/16

Mais Fit Menos Fat e Dra Alana Lucas

Oi geeente! :B

É com alegria que volto aqui para compartilhar uma novidade: agora o blog é parceiro da Dra Alana Lucas, biomédica competentíssima e talentosa aqui de São Leopoldo.


Quem me segue nas redes sociais (especialmente no Snapchat: taistrapp) sabe que meu maior "problema" estético são as manchas (melasma) e as olheiras, então nós vamos começar a tratar isso. A Dra Alana, assim como eu, defende que a pele é nosso maior cartão de visitas. Vamos cuidar bem dela? :)

Confiram abaixo todos os procedimentos que ela realiza:

  • Tratamento para estrias;
  • Celulite;
  • Rejuvenescimento;
  • Manchas;
  • Rugas;
  • Gordura localizada;
  • Acne;
  • Hiperidose;
  • Tratamento capilar;
  • Olheiras;
  • Flacidez;
  • Rosácea;
  • Preenchimento;
  • Botox;
  • Peelings químicos;
  • Lipo sem cirurgia - mesoterapia;
  • Microagulhamento;
  • Luz intensa pulsada;
  • Radiofrequência;
  • Carboxiterapia;
  • Fotodepilação com a luz pulsada.

Estou super ansiosa para mostrar cada detalhe dos tratamentos e compartilhar um pouco do conhecimento dela com vocês. Portanto, sigam acompanhando! :)

Agora, a notícia maravilhosa:


Tem desconto especial para seguidores!


Seguidores do blog tem 10% de desconto em qualquer procedimento. :D Basta se identificar ao marcar o horário para garantir. 
Ah, e falando em marcar, aí vai mais um ponto positivo: a primeira avaliação/consulta é gratuita! Bom demais, né? 
Agendem e me contem o que acharam da novidade:

WhatsApp: (51) 8350-8015 | Fone: (51) 3588-8015 | contato@alanalucas.com.br
Endereço: Rua João Corrêa, 933, Sala 304 (Edifício Silec), Centro - SL.


16/03/16

Resultado do desafio #60diasmaisfit

Oi geeente! :B
Já falei no Snapchat (taistrapp), no Facebook, no Instagram e até no Youtube sobre meus resultados após 60 dias de dieta (desafio #60diasmaisfit que lancei em janeiro).

Então, estou postando aqui também para que vocês vejam como foi essa evolução. :)

Foto de antes e depois:


E imagem da minha avaliação:


Me surpreendi comigo mesma, porque vi que é possível sim atingir ótimos resultados, basta querer de verdade! (vejam esse post sobre força de vontade). 
Espero lançar mais desafios em breve, porque vi que vocês gostaram da ideia. :)

Assistam também o vídeo que está no meu canal do Youtube e se inscrevam, porque ele será atualizado com frequência. Estou amando gravar! :D 

Para finalizar, meu muito obrigada a todos que participaram dos #60diasmaisfit, seja mandando fotos ou postando suas refeições com a hashtag. :)
Um grande obrigada também aos meus parceiros, pelo apoio no decorrer destes 2 meses: Cristiano Kalata, Sport Fitt, Gabriele Leal e mTOR Suplementos. Vocês foram fundamentais! <3

01/03/16

Por que é importante mudar as estratégias de treino/dieta constantemente?

Como vocês puderam perceber pelo título, hoje falaremos sobre as variações necessárias em treino e dieta para maior alcance de resultados.
Com a palavra, o Cristiano Kalata, responsável pela minha saúde há quase 2 anos: :)

"Se a rotina de treino/dieta é planejada e executada corretamente, o resultado é incremento de performance física e melhora da composição corporal. 
Essa melhora da performance se dá devido a adaptação do corpo à sobrecarga de treinamento. 
Na biologia, a adaptação é considerada uma das principais leis das espécies. 
Em um senso mais amplo, adaptação significa ajustamento orgânico ao seu meio ambiente.
Hans Seyle, em 1959 teorizou sobre a síndrome geral de adaptação, onde um agente estressor causa um desbalanço fisiológico, após um período de recuperação o organismo se reestabiliza e se este estresse for da mesma magnitude, não é mais capaz de quebrar o equilíbrio interno fisiológico. Ou seja, o corpo se adaptou àquele estresse. 
Sabendo disso, todo treino bem elaborado tem a intenção de causar um estresse fisiológico, de modo que o organismo se adapte e evolua em ganhos de força, resistência, velocidade, melhora da composição corporal e qualquer outro objetivo prescrito. 
Se o corpo se adapta a um estímulo, este deve ser mudado para que continue evoluindo, de forma que cause nova adaptação. Na teoria da preparação esportiva, chamamos isso de 'princípio da sobrecarga progressiva'. 
De acordo com este princípio, a pessoa que atingiu uma adaptação metabólica é a mesma pessoa com uma função fisiológica mais eficiente, que precisa de estímulos/estresse diferentes para que continue evoluindo.
Portanto, cada vez que uma nova adaptação é adquirida, um novo processo de treinamento, alimentação, suplementação e adequação da rotina deve ser feito para que novas metas sejam alcançadas."


O acompanhamento do Cristiano me possibilita essas alterações constantes, e é justamente isso que me faz evoluir. :)